segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Caio Junqueira vive personagens opostos em “Conselho Tutelar” e “Um Contra Todos”



Foto: Isabel Almeida
Por Raquel Rodrigues
Bons personagens chamam a atenção de Caio Junqueira. Feliz com os projetos em que está inserido, o ator comemora a oportunidade de experimentar personagens tão diferentes nos próximos meses. Na segunda temporada de “Conselho Tutelar“, da Record, ele dá vida ao mau caráter Robson, que vende a própria filha. Já na série “Um Contra Todos“, dirigida por Breno Silveira, da Fox, interpreta Jonas, um correto policial federal. Caio mal teve tempo de encerrar as gravações de uma produção para ingressar na outra, mas garante que foi fácil fazer a transição entre os papéis por conta do trabalho do diretor  de “Conselho Tutelar“, Rudi Lagemann, também conhecido como Foguinho. “Em uma semana, pulei de um personagem correto como o Jonas para o Robson, que exemplifica o mau caratismo absoluto de vender a própria filha para bandidos. Fiz uma preparação muito psicológica. Mas trabalhando com essa equipe foi fácil porque o Foguinho sabe bem o que quer tanto na cena quanto dos atores. A gente propõe e ele lapida“, assegura.
  Na história de “Conselho Tutelar“, Robson tem uma filha com uma usuária de drogas. Quando a mulher dá à luz o bebê, ele se aproveita disso para interná-la e vende a criança em parceria com Caveira, personagem de André Ramiro. A participação na série da Record despertou o interesse de Caio em fazer parte de mais episódios da produção. “Gostei muito de trabalhar com o Foguinho, que tem um método espetacular de trabalho, e com todos os atores, que foram extremamente profissionais. Espero voltar a trabalhar nesse tipo de projeto”, valoriza.
Já em “Um Contra Todos“, Caio entra em cena quando seu personagem, Jonas, se envolve na história de Cadu, de Júlio Andrade, que é incriminado injustamente por um ato que não cometeu. Então, o investigador da Polícia Federal tenta provar que Cadu é inocente. Mas, ao mesmo tempo, acaba se envolvendo com a mulher do acusado. “São oito episódios para a Fox. É bom a Record liberar a gente para fazer séries importantes como essa, com uma linguagem cinematográfica. Está sendo uma oportunidade muito bacana”, comemora.
A preparação do ator para viver Jonas foi baseada no entendimento da burocracia e dos compromissos investigativos que um Policial Federal tem de ter. Além disso, Caio estava com outro visual. “Fora toda a parte de caracterização, eu estava com um cabelo maior. Assumi um pouco os meus grisalhos nessa série“, relata. Depois de “Tropa de Elite“, ele passou a ser mais requisitado para papéis de policiais ou ligados, de alguma forma, com o crime. Mas, para o ator, isso não o impediu de fazer outros tipos de personagens e sim abriu o mercado com novas possibilidades. “Minha carreira nunca foi baseada só em um gênero ou estilo, mas depois do ‘Tropa de Elite’ aumentaram muito os convites para participar de coisas de ação, policiais ou personagens envolvidos com esse tipo de universo“, avalia.
Apesar de estar longe das novelas desde “Ribeirão do Tempo“, que protagonizou em 2010, Caio dedicou esse período às séries. Na própria Record, o ator esteve presente no elenco de “José do Egito” e “Milagres de Jesus“. Entretanto, essa pausa está perto de chegar ao fim porque Caio acabou de ser escalado para a trama bíblica “Terra Prometida“, sequência da novela “Os Dez Mandamentos“, que fez sucesso entre o público. “Hoje em dia, os trabalhos que tenho feito na Record são muitos grandes. Sempre permeiam histórias inteiras, então requer muito tempo de trabalho“, conclui.
Conselho Tutelar” – Record – Estreia prevista para dezembro.
Um Contra Todos” – Fox – Estreia prevista para novembro.
 

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

'Terceiro Sinal' estreia dia 06 de novembro

Série documental em quatro episódios mergulha na mente criativa dos maiores diretores de teatro do Brasil. 


Não perca! É no terceiro sinal sonoro que se abrem as cortinas e tem início o espetáculo. Na série documental inédita que estreia dia 06 de novembro, seremos convidados a mergulhar no universo particular de quatro diretores teatrais: Aderbal Freire-Filho, José Celso Martinez Corrêa, Domingos Oliveira e Amir Haddad. Dirigido pela fotógrafa e documentarista Sandra Delgado, 'Terceiro Sinal' acompanha ao longo de quatro episódios os processos criativos desses grandes nomes das arte cênicas no país, permeando o período de ensaios até a estreia de seus espetáculos. Com uma câmera leve na mão e um som direto na lapela dos entrevistados, a diretora busca revelar as singularidades na montagem, no estilo e nos métodos de cada diretor, através de uma linguagem íntima e despojada. O resultado dos 10 meses de gravações, feitas entre 2008 e 2010, são mais de 400 horas de material bruto, que lançam um olhar valioso sobre peças como "Hamlet", estrelada por Wagner Moura e "Do fundo do lago escuro", de Domingos Oliveira.
A arte do diretor teatral Aderbal Freire-Filho é tema do primeiro episódio da série 'Terceiro Sinal'. Nascido em Fortaleza, em 1941, ele é um diretor de teatro premiado, com mais de 80 espetáculos encenados. Em 2008, dirigiu a peça Hamlet, de Shakespeare, com Wagner Moura como protagonista.

Dentre duas se suas definições sobre o que é ser diretor, estão: "um artista sem rosto, acho que parte da minha profissão é de difícil identificação" e "um animal que nasceu do autor".  

Fonte: GNT

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Recordando - Paraíso Tropical

Paraíso Tropical é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 5 de março e 28 de setembro de 2007, em seu tradicional horário das 21 horas, e totalizando 179 capítulos, substituindo Páginas da Vida, e sendo substituída por Duas Caras. Foi escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares com a colaboração de Ângela Carneiro, João Ximenes Braga, Maria Helena Nascimento, Nelson Nadotti, Sérgio Marques e Marília Garcia, e dirigida por Amora Mautner, Roberto Vaz, Maria de Médicis e Cristiano Marques, com direção geral de José Luiz Villamarim e Dennis Carvalho, e direção de núcleo de Dennis Carvalho. A trama foi indicada ao Emmy Internacional 2008 na nova categoria de melhor telenovela.2

Caio fez uma participação especial em alguns capítulos da novela, confiram as fotos:


Confira o vídeo:



Fonte: Wikipédia

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

No papel de Simão Pedro em Milagres de Jesus, Caio Junqueira afirma: “Universo interessante e proveitoso”

Ator conversou com a reportagem do portal R7 a respeito do trabalho na TV.



Em fevereiro, a Record estreia em sua programação a segunda temporada da série bíblica Milagres de Jesus. A reportagem do portal R7 conversou com o ator Caio Junqueira, que interpreta Simão Pedro, a respeito deste trabalho. 
— Foi muito importante para mim representar Simão Pedro nesta produção. Entrar em contato com o universo bíblico por meio da dramaturgia é algo interessante e proveitoso.
Segundo Caio Junqueira, a preparação para cada personagem foi muito intensa.
— Todos os atores fizeram uma imersão nas histórias retratadas.
Na Record, Caio Junqueira também chegou a atuar em José do Egito.
— Foi uma grande experiência.
Empolgado, Caio Junqueira ainda fez um convite aos telespectadores da Record.
— Confiram as reprises e a nova temporada! O trabalho está belíssimo.

Fonte:R7

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Repórter confere bastidores das principais estreias da Record

Setembro será um mês com muitas novidades na programação da Record e, para apresentá-las ao público, a emissora reuniu grandes artistas e jornalistas da casa para a gravação de uma 'superchamada' especial. A repórter do R7 Maria Loverra participou da gravação e revela com exclusividade os bastidores da produção e os detalhes das estreias.



Celso Freitas e Adriana Araújo prometem a mais completa cobertura das eleições deste ano. Além do trabalho jornalístico, a emissora vai realizar debates com os candidatos à Presidência e aos governos dos estados.
A Fazenda está de volta! O apresentador Britto Jr garante muitas novidades no reality que, segundo ele, contará com um elenco bem polêmico que vai disputar o prêmio de R$ 2 milhões.
O sucesso Milagres de Jesus retorna para uma segunda temporada com histórias ainda mais emocionantes e imagens de tirar o fôlego. A produção conta com grandes atores como Larissa Maciel e Caio Junqueira.
A emissora segue apostando em teledramaturgia de qualidade e apresenta Plano Alto. Escrita por Marcílio Moraes e com direção de Ivan Zettel, a série abordará a política brasileira, corrupção e as manifestações que dominaram o país nos últimos meses. No elenco, nomes como Carla Diaz, Daniela Galli, Gracindo Jr e Milhem Cortaz.
Fique ligado na tela da Record e não perca nenhuma das novidades!
 
Fonte: Tv Clubepe

terça-feira, 8 de julho de 2014

“José do Egito” volta ao ar hoje

A série bíblica “José do Egito” está de volta ao ar hoje às 22h30 na Record. De autoria de Vivian de Oliveira, foi exibida entre janeiro a outubro do ano passado. O elenco reúne nomes como Ricky Tavares, Angelo Paes Leme, Marcela Barrozo, Maytê Piragibe, Guilherme Winter, Samara Felippo, Denise Del Vecchio, Taumaturgo Ferreira, Bianca Rinaldi, Carla Cabral, Sandro Rocha, Camila Rodrigues, Caio Junqueira, Leonardo Vieira, Larissa Maciel e Celso Frateschi.
A história conta a trajetória de José, filho preferido de Jacó e odiado pelos irmãos. Ele é vendido como escravo e dado como morto pelos irmãos. No Egito, acaba sendo preso. A reviravolta acontece quando José descobre seu dom para desvendar sonhos. Ele acaba, com isso, se tornando governador do Egito.



Fonte: Central de Notícias

domingo, 27 de abril de 2014

Nova Página no Facebook

Olá pessoal, estou aqui para divulgar a nossa nova página do Facebook.
Voltamos!
Eu, Paula Andréia, voltei para continuar o trabalho de divulgação do ator Caio Junqueira.
A página continua oficializada por ele. Espero que desta vez as pessoas não confundam e saibam que não é ele postando aqui.
Continuo com a colaboração da minha amiga Cristal Paiva.
Aceito contribuições

Vamos convidar o pessoal para "curtir" aqui?

Na hora que curtir já deixe marcada a opção "adicionar às listas de interesse", pois assim, você sempre verá nossas postagens no seu feed.



Conto com vocês!
:)

Paula Andréia

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Primeira notícia e primeira foto do projeto: Rio Eu Te Amo

O ator Wagner Moura usou um dublê para a filmagem do projeto Rio Eu Te Amo. O ator estará em Inútil paisagem, segmento do projeto dirigido por José Padilha, diretor de Tropa de Elite.

O ator interpreta Gui, um instrutor de asa-delta, e para as cenas de voo, foram utilizados um simulador e um dublê para substituí-lo.

Na trama, Cleo Pires e Caio Junqueira formam um casal, que mora em um apartamento com vista para a Lagoa Rodrigo de Freitas, e passam por uma situação complicada.

O filme Rio Eu Te Amo faz parte de um projeto homônimo, que tem como objetivo incentivar gestos de amor pela cidade.

O filme seguirá o formato de Paris Je t’aimee News York I Love You e contará dez histórias de amor vividas na cidade sob a ótica de diferentes diretores brasileiros e estrangeiros.
 
Foto do site do projeto: http://rioeuteamo.net/home
 
 
Fonte: Estrelando e Rio Eu Te Amo

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Quem procura, acha

Caio Junqueira revela que se ofereceu para participar de "Milagres de Jesus".

Quando soube que a Record produziria a próxima minissérie bíblica, Milagres de Jesus, Caio Junqueira logo manifestou o interesse em participar. Principalmente porque teria a oportunidade de reencontrar pessoas com quem já havia trabalhado no cinema em filmes como Tropa de Elite. E o fato de ter estado no ar recentemente em um projeto similar José do Egito só serviu para instigar ainda mais o ator a buscar um registro diferente. "A história que eles tinham proposto para a série também era muito interessante para mim. Talvez esse tenha sido um dos primeiros trabalhos para o qual me coloquei à disposição", calcula ele, que interpreta o apóstolo Pedro.
Acostumado com a intensa preparação para uma produção bíblica, mais uma vez, Caio participou, ao lado do elenco, de palestras com historiadores promovidas pela Record, além de conversas com os diretores. A história de Pedro, o ator já conhecia há tempos, desde a infância. Mas, para representar o que está escrito na Bíblia e as tramas criadas pelos autores, ele resolveu se aprofundar nas qualidades do personagem. "Tentei humanizá-lo ao máximo, trazer Pedro para a realidade que eu acredito que seria a mais próxima do cotidiano daquela época", explica.
O visual não é tão diferente do que Caio exibia em seu último trabalho, na pele do inescrupuloso Simeão. Continua com cabelo comprido e barba. No início das gravações, teve de colocar aplique. Mas, com o passar do tempo, pôde usar os próprios cabelos já mais crescidos. O ator, inclusive, se diz acostumado com as constantes mudanças que precisa se submeter fisicamente para os personagens que interpreta. "Já tive todo tipo de cabelo: com mega hair, curto, raspado, enrolado, com chapinha... Não sou dono do meu cabelo e nem da minha barba. O dono é quem me contrata", brinca ele, que emagreceu oito quilos para atuar em Milagres de Jesus.
Além disso, pescar em réplicas de barcos do período retratado, com velas quadradas, ajudou Caio a entender melhor a realidade do personagem. "A equipe de cenografia construiu as navegações e pudemos velejar de verdade. Tivemos uma preparação de costumes para tentar trazer coerência ao argumento que estamos contando", ressalta. Grande parte das gravações foi realizada em cidades do Piauí e Paraná. No Nordeste, inclusive, o ator recorda as dificuldades enfrentadas pelo elenco e equipe. Além do forte calor, volta e meia, o vento espalhava muita areia. "A gente engolia areia, vinha no olho o tempo inteiro. Mas, na hora de rodar, todo mundo se esforçava porque sabia que a locação era essencial para a beleza e qualidade do trabalho", exalta.
Desde que estreou na tevê, em Tamanho família, série de humor exibida pela extinta Manchete em 1985, Caio acumulou personagens do tipo bom moço. Foi a partir do filme Tropa de Elite que o ator percebeu que passou a ser chamado para papéis que fogem desse perfil, como o policial corrupto Romero de A lei e o crime e o Simeão de José do Egito. "Acho que, depois do filme, o mercado viu em mim a versatilidade de poder sair do arroz com feijão e ir para coisas mais fortes. Mas já fiz muito menino virgem, puro, bonzinho, filhinho de papai...", recorda, aos risos. Longe das novelas desde Ribeirão do Tempo, de 2010, Caio está escalado para Vitória, que substituirá Pecado mortal. Mas jura ainda não saber detalhes sobre seu personagem. "Não posso adiantar nada porque ainda não tive uma reunião oficial sobre isso, nem sei direito como vai ser", despista.
Milagres de Jesus, Record, quarta, às 21h45

Fonte: Notícia publicada na edição de 01/02/14 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 003 do caderno Mais Tv - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.